Nome italiano para o avô

Nonno é a palavra italiana para o avô. Em italiano é comum adicionar sufixos aos nomes dos avós. Uccio denota pequenez ou carinho e às vezes é adicionado a não para criar não nucido. Nonnino e nonnetto também são termos de carinho que significam "pequeno avô". Ocasionalmente, não-nativo será encurtado para nonni, mas nonni é também a palavra para os avós no plural.

Bisnano é a palavra italiana para bisavô.

Alguns que não são etnicamente italianos adotaram Nonno como o nome do próprio avô, porque gostam da maneira como soa e porque é fácil para os netos dizerem.

Importância dos avós na cultura italiana

Pensamos nos italianos como tendo famílias grandes e próximas. A cultura tradicional italiana coloca grande ênfase na família extensa, com os avós e bisavós desempenhando papéis importantes. Espera-se que as crianças adultas permaneçam próximas de suas famílias depois de se casarem. Reuniões familiares freqüentes são a norma, com um jantar de domingo compartilhado sendo o ideal.

Problemas econômicos e tempos de mudança tiveram impacto sobre os italianos tanto nos Estados Unidos quanto no exterior. O tamanho da família é menor. Muitas mulheres italianas têm carreiras que não são domésticas, e as famílias resultantes de duas carreiras lutam para manter a proximidade familiar. O valor cultural da família ainda é apreciado.

A importância dos alimentos

A comida também é importante na cultura italiana, não apenas como alimento, mas como um prazer compartilhado que une os membros da família.

A maioria dos não-italianos está familiarizada com vários pratos italianos, mas poucos sabem como organizar uma verdadeira refeição italiana. Essa também pode ser uma experiência de aprendizado divertida para os netos. As refeições italianas tradicionais são servidas em cursos - primos e segundos. A quantidade de cada porção é pequena para que você possa desfrutar de uma refeição sem se encher muito rápido.

  

Procurando um livro que mostre a importância da tradição e da comida da família? A chef ítalo-americana Lidia Bastianich demonstra tanto em seu livro Nonna me conta uma história. 

Aproveitando a vida todos os dias

A cultura italiana enfatiza a vida cotidiana. Os italianos acreditam que não precisam viajar ou gastar muito dinheiro para aproveitar a vida.

Muitos avós descobriram que essa filosofia combina bem com sua experiência de avós. Com a ajuda de seus netos, até mesmo as atividades mais mundanas podem ser prazerosas.

Feriados e Dias Especiais

A Itália tem 12 dias que são feriados nacionais, além dos muitos dias de santo e festas que são comumente celebrados na Itália.

Festivais italianos são comuns nos Estados Unidos, com muitos sendo celebrados em outubro, que é o Mês da Herança Nacional da América. Levar netos para um desses festivais é uma boa maneira de compartilhar a cultura da Itália, seja de origem italiana ou não.

Ser italiano na América

Dos muitos italianos que vieram para a América, cerca de metade retornou à Itália. A maioria dos que permaneceram trabalhou duro, tentou manter as tradições italianas e lutou contra a identificação com o crime organizado. Uma série de documentários, The Italian-Americans, retrata sua luta.

Originalmente exibido no início de 2015, pode ser visto em PBS.com.

Muitos americanos de herança italiana pertencem aos Filhos da Ordem da Itália na América, uma organização que ajuda a manter viva a cultura italiana nos Estados Unidos. Além de ter um ramo ativo de anti-difamação, o grupo patrocina viagens ao exterior para ajudar os ítalo-americanos a se reconectarem com sua herança. Outras organizações para os ítalo-americanos incluem o Center for Italian and Italian American Culture.

Assista o vídeo: Sandy canta a avó e a mãe e relembra histórias do passado

Deixe O Seu Comentário